Hoje em dia já não nos ocorre sair de casa sem o nosso desodorizante. Sabemos que em qualquer momento de stress, calor, ou exercício, as nossas glândulas sudoríferas começam a geral a principal causa do odor corporal: o suor. Mas houve um tempo em que não existia. Com se cuidavam as pessoas nessa altura para evitar o mau odor?

A história do desodorizante

O conceito de higiene corporal provém da época em que os egipícios, romanos e gregos adoravam a deusa da cura Hígia. Apesar dos seus rituais de higiene serem escassos, usavam ervas e outros remédios naturais para perfumar-se e evitar maus odores.

Com o tempo,na Idade Média, o conceito de higiene pessoal evoluiu e aqueles que dispunham de recursos como água quente e perfume, cuidavam-se como símbolo de nobreza. Lamentavelmente apenas alguns tinham acesso a estes privilégios pelo que o mau odor corporal continuava a ser um mal comum.

Foi durante a Revolução Industrial que o ponto de vista em relação à higiene mudou, tendo passado de luxo a uma necessidade latente. A aglomeração dos trabalhadores nos pequenos espaços de trabalho produzia mau odor e era considerada um risco de saúde pública para a sociedade.

Finalmente, em 1888, chegou o primeiro desodorizante ao mercado, graças ao trabalho de investigação da marca Mum. Um creme pastoso que inicialmente apenas as mulheres usavam, mas que com o tempo passou a ser usado pelos homens.

Anos mais tarde, em 1950, apareceria o primeiro desodorizante tal como hoje o conhecemos em spray e em roll on, este último formato tornar-se-ia muito popular nos anos 70. Graças a essa e a outras evoluções o seu uso é hoje mais cómodo, eficaz e duradouro, além de ser uma solução eficaz ao odor corporal.

A verdadeira causa do mau odor

O odor corporal produz-se nas partes do corpo com maior concentração de glândulas sudoríparas, como, por exemplo, as axilas. Quando o nosso corpo necessita ventilar esta parte do corpo, começa a transpirar para reduzir os graus centígrados.

Ao transpirar pelas glândulas, o suor acumula-se especialmente nas áreas onde mais glândulas há. Mas ainda não sofremos de mau odor. De momento, o único problema é a humidade causada pelo suor, mas é justo aí que radica a cauda do mau odor.

As zonas húmidas são um caldo de cultivo para um série de bactérias que ao expandir-se e reproduzir-se emitem certos gases. Estes gases são gerados por microorganismos que habitam nas nossas axilas são os principais culpados do mau odor corporal. Por isso, ainda que existam desodorizantes anti-transparentes que bloqueiam a transpiração, devemos ter em conta que o nosso corpo necessita expulsar de alguma forma este líquido.

A solução ao odor corporal

A solução ao odor corporal recai na fórmula de desodorizante. A combinação dos seus componentes faz com que, ao aplicar, a nossa pele fique demasiado ácida e salgada, evitando que as bactérias do nossos suor possam actuar e gerar mau odor.

O complemento ideal para evitar maus bocados e odores, é o desodorizante; mas é ainda mais eficaz se o desodorizante contiver o perfume de que mais gostes ou uma  fórmula super hidratante como o Desodorizante roll-on BIO* Aloe Vera e Azeitona .

Já sabes que na Equivalenza podes escolher o desodorizante criado com o teu perfume favorito. Além disso, estendemos recentemente a nossa gama de desodorizantes.

De que estás à espera para conseguir o teu?

NO COMMENTS

Leave a Reply